Rio registra 274 mortes por covid-19 em 24 horas


O estado do Rio de Janeiro registrou, nas últimas 24 horas, 274 óbitos por covid-19. Este é o terceiro maior número de mortes pela  doença no estado. O recorde foi no dia 3 deste mês, quando ocorreram 324 óbitos. Dois dias depois, morreram  317 infectados  pela covid-19 no Rio.

De acordo com  a Secretaria de Estado de Saúde (SES)  até esta quinta-feira (18), havia 87.317 casos confirmados e 8.412 óbitos pela covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Há ainda 1.161 óbitos em investigação, e 285 foram descartados. Até o momento, entre os casos confirmados, 70.407 pacientes se recuperaram da doença.

Balanço

A capital, cidade do Rio de Janeiro, tem o maior número de óbitos: 5.508. Em seguida, vêm Duque de Caxias  (362); São Gonçalo (320); Nova Iguaçu (296); Niterói (170); São João de Meriti (165); Belford Roxo (157); Magé (120); Itaboraí (110); Mesquita (97); Petrópolis (81); Campos dos Goytacazes (70); Angra dos Reis (68); Itaguaí (67); Nilópolis (64); Macaé (62); Volta Redonda (53); Teresópolis (42), Maricá (41), Guapimirim (34) e Cabo Frio e Nova Friburgo, com 30 vítimas, são as cidades com maior número de mortes.

Em casos confirmados de covid-19, o município do Rio de Janeiro teve até agora 46.255. Entre as cidades fluminenses com grande número de infectados pela covid-19, aparecem ainda Niterói, com  4.843 casos; São Gonçalo (3.313); Nova Iguaçu (2.770); Duque de Caxias (2.407); Itaboraí  (1.774); Angra dos Reis (1.698); Macaé (1.597); São João de Meriti (1.372);  Queimados (1.320); Campos dos Goytacazes (1.306); Volta Redonda (1.228); Magé (1.200); Belford Roxo (1.161); Itaguaí (986); Maricá (900); Teresópolis (753); Petrópolis (726); Guapimirim (594); Mesquita (593); Rio das Ostras (592); Cabo Frio (591); Nilópolis (544); Itaperuna (427); Seropédica (364); Rio Bonito (331); Nova Friburgo (316) e Barra Mansa (314).

O primeiro caso da doença ocorreu no estado do Rio no dia 19 de março.

Mais informações sobre a pandemia podem ser obtidas no painel de monitoramento de casos no estado do Rio de Janeiro.



Fonte

Read Previous

MPF abre inquérito sobre portaria do MEC

Read Next

Anatel aprova TAC de R$ 638 milhões com a TIM

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *